Inverno bom para a suinocultura

O preço da carne de porco subiu significativamente durante o mês de julho. Segundo os comerciantes, nesta época do ano aumenta a procura e consequentemente o valor também sobe. O feirante Silvano Oliveira aponta que Minas lidera o ranking de cotação da carne suína. O quilo da carne de porco está custando R$ 3,25 para o produtor mineiro, enquanto em São Paulo o valor é de R$ 2,93. Silvano destaca que a diferença é significativa e confunde o consumidor. "O freguês ouve na mídia nacional que o preço do suíno caiu, mas quando chega ao açougue é o contrário"completa. No entanto, os comerciantes alegam que este aumento é normal nesta época, e são vários os fatores que justificam os reajustes. Tradicionalmente o inverno é mais favorável para o consumo de carne de porco, e a demanda aumenta em 50%.

Para atender a demanda, Silvano chega a comprar pés, rabo e orelha de porco de frigoríficos da região. A expectativa é que o preço volte a cair apenas depois de agosto, quando a temperatura sobe. Outro fator que também influencia diretamente na comercialização da carne é o custo da produção. Como o preço do milho também subiu, o acréscimo foi repassado até chegar ao consumidor. "Tem gente que está conseguindo manter o preço, mas isso não vai durar muito tempo. Não demora esse reajuste terá que ser repassado", finalizou o feirante.

Pesquisa de preço realizada pela equipe de reportagem indica que a costelinha de porco está custando em média R$ 10 e o lombo sai a R$ 9 o quilo. Já o pernil pode variar de R$ 8,50, o desossado, a R$ 7 com osso.

Fonte: JM News

 

Estado Kg/vivo
DF R$ 4,41


Fonte: CEPEA/ ESALQ
Válido de 10/08 a 16/08/2019

Valor acordado na bolsa de suínos realizada no dia 09/08/2019, às 14h, na sede da DFSUIN

Cotações anteriores (2019)

 

PANORAMA

Panorama Semanal do Mercado Suíno

Julho 2019 »

« Anteriores

Informativo

8° FESTIVAL SABOR SUÍNO

Design: Conectando Pessoas - Criação de Sites e Marketing Digital