Rebanho de suínos no DF cresce mais de 40% nos últimos 11 anos, diz IBGE

Segundo dados do Censo Agropecuário 2017 publicado recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve aumento no número do rebanho de suínos e também na quantidade de estabelecimentos criatórios no Distrito Federal.

A pesquisa mostra que o número de cabeças de suínos cresceu mais de 40% nos últimos 11 anos. No ano passado, o DF possuía 154,2 mil cabeças e 1.274 estabelecimentos, já o Censo anterior (2006) registrou 109,3 mil animais e 1.068 propriedades de suinocultura, ou seja, a quantidade de estabelecimentos produtores de suínos aumentou em torno de 16%. O rebanho brasileiro também cresceu ao longo desses anos, subindo de 31,1 milhões para 39,1 milhões de cabeças.

Atualmente, há sete frigoríficos na região que atuam sob a inspeção sanitária distrital da DIPOVA. Em nível nacional são cerca de 180 abatedouros de aves e suínos cadastrados no Sistema de Inspeção Federal (SIF). O Distrito Federal produz aproximadamente 45 mil toneladas de carne suína por ano e a expectativa da ABCS é que o Brasil produza 3,8 milhões de toneladas em 2018.

Abate de suínos no Brasil

No mês de maio, o IBGE divulgou os resultados preliminares do abate de suínos no Brasil. No 1º trimestre de 2018, foram abatidas 10,53 milhões de cabeças de suínos, representando queda de 4,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 0,5% na comparação com o mesmo período de 2017.

O peso acumulado das carcaças alcançou 938,96 mil toneladas, no 1º trimestre de 2018, representando queda de 4,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 4,3% em relação ao mesmo período de 2017.

 

Publicado em: 02/08/2018.

 

Últimas Notícias

DFSuin e Sindisuínos apoiam Circuito da Suinocultura na AgroBrasília

Um dos destaques do Espaço da Agricultura Familiar na AgroBrasília deste ano é o Circuito da Suinocultura, um estande temático com técnicos e extensionistas da Emater apresentando alternativas agroecológicas de sistema de produção e manejo de dejetos para melhorar a qualidade da produção e a produtividade da suinocultura familiar do DF.

Pelo segundo ano consecutivo, a iniciativa contou com o apoio da DFSuin/Sindisuínos que incentiva o crescimento da suinocultura local com respeito às Boas Práticas Agropecuárias. “Apoiamos iniciativas que orientam os pequenos criadores de suínos à produzirem com respeito ao meio ambiente e ao Bem-Estar Animal, para que eles possam manter-se na atividade de forma adequada, gerando renda e ocupação no campo”, destacou o gestor da DFSuin, Douglas Rocha.

A Emater-DF ocupa uma área de 48 mil metros quadrados na Feira. Nesta edição, a empresa preparou 11 circuitos tecnológicos nas áreas de agroecologia, piscicultura, gestão ambiental, bovinocultura, olericultura, suinocultura, saneamento, fruticultura, equideocultura e avicultura. Além do galpão das organizações sociais, com produtos da agroindústria, artesanato e representantes de associações e cooperativas de produtores.

Leia mais...

Estado Kg/vivo
DF R$ 4,53


Fonte: CEPEA/ ESALQ
Válido de 18/05 a 24/05/2019

Valor acordado na bolsa de suínos realizada no dia 17/05/2019, às 14h, na AgroBrasília

Cotações anteriores (2019)

 

Panorama Semanal do Mercado Suíno

Veja Aqui

Informativo

8° FESTIVAL SABOR SUÍNO

Design: Conectando Pessoas - Criação de Sites e Marketing Digital