Rebanho de suínos no DF cresce mais de 40% nos últimos 11 anos, diz IBGE

Segundo dados do Censo Agropecuário 2017 publicado recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve aumento no número do rebanho de suínos e também na quantidade de estabelecimentos criatórios no Distrito Federal.

A pesquisa mostra que o número de cabeças de suínos cresceu mais de 40% nos últimos 11 anos. No ano passado, o DF possuía 154,2 mil cabeças e 1.274 estabelecimentos, já o Censo anterior (2006) registrou 109,3 mil animais e 1.068 propriedades de suinocultura, ou seja, a quantidade de estabelecimentos produtores de suínos aumentou em torno de 16%. O rebanho brasileiro também cresceu ao longo desses anos, subindo de 31,1 milhões para 39,1 milhões de cabeças.

Atualmente, há sete frigoríficos na região que atuam sob a inspeção sanitária distrital da DIPOVA. Em nível nacional são cerca de 180 abatedouros de aves e suínos cadastrados no Sistema de Inspeção Federal (SIF). O Distrito Federal produz aproximadamente 45 mil toneladas de carne suína por ano e a expectativa da ABCS é que o Brasil produza 3,8 milhões de toneladas em 2018.

Abate de suínos no Brasil

No mês de maio, o IBGE divulgou os resultados preliminares do abate de suínos no Brasil. No 1º trimestre de 2018, foram abatidas 10,53 milhões de cabeças de suínos, representando queda de 4,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 0,5% na comparação com o mesmo período de 2017.

O peso acumulado das carcaças alcançou 938,96 mil toneladas, no 1º trimestre de 2018, representando queda de 4,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 4,3% em relação ao mesmo período de 2017.

 

Publicado em: 02/08/2018.

 

Últimas Notícias

Restaurantes da cidade recebem Circuito Gastronômico da Carne Suína

Com intuito de incentivar o aumento do consumo da proteína, a capacitação será realizada em dez casas do DF

Iniciou em julho, o Circuito de Oficinas Gastronômicas nos restaurantes do Distrito Federal e Entorno. A ação faz parte do plano de trabalho da DFSuin/ Sindisuínos, em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS). Até o final do ano, dez casas serão contempladas com esse trabalho, com o intuito de oferecer aos colaboradores, informações sobre as qualidades da carne suína, incentivar o consumo, desmistificar conceitos e apresentar a versatilidade da proteína, com receitas práticas e saborosas que irão conquistar o paladar dos brasilienses.

A primeira oficina gastronômica aconteceu no dia (24), no restaurante Divino Fogão, no Taguatinga Shopping. O evento capacitou dez chefs de cozinha das franquias do DF e contou no primeiro momento, com a palestra: “A importância da carne suína na saúde humana”, com a nutricionista Thaliane Dias, que abordou os aspectos nutricionais da carne, benefícios do consumo da proteína, indicações de uso e desmitificação de preconceitos. Em seguida, o chef André Rabelo, ensinou o preparo de quatro pratos à base de carne suína, ele mostrou diversas opções de cortes e a melhor maneira de manipular a proteína de forma que ela fique mais macia, suculenta e com um sabor irresistível.

Leia mais...

Estado Kg/vivo
DF R$ 3,46


Fonte: CEPEA/ ESALQ
Válido de 11/08 a 17/08/2018

Valor acordado na bolsa de suínos realizada no dia 10/08/2018, às 14h, na sede da DFSUIN

Cotações anteriores (2018)

 

Panorama Semanal do Mercado Suíno

Veja Aqui

Informativo

8° FESTIVAL SABOR SUÍNO

Design: Conectando Pessoas - Criação de Sites e Marketing Digital